free tracking

conspiradores

. Raquel

. Jorge Amorim

. Nuno Miguel Lopes

. Luís F. Alves

estamos aqui

e-mail

. Say NI

artigos recentes

. Entrevista a Keith Giffen

. Gaiman e Avery passam Black Hole para cinema

. The Dreamer

. Histórias que prometem mudar tudo

. Neil Gaiman sobre comics que originam filmes

. Trailer de X-Men 3: The Last Stand

. Palavras

. Invincible

. Wanted

. Ultimate Thanos

links de comics

. Comic Book Resources

. DC Comics

. Image comics

. Kingpin of Comics (Site)

. Kingpin of Comics (Blog)

. Leituras de Bd e não só

. Marvel Comics

. Newsarama.com

. Silver Bullet Comics

. World of Manga and comics

. Luca BD

outros links

. Corusca

. Multitudo Design

. O Armário das Calças

. Sonhos Urbanos

RSS
Powered by Blogger
segunda-feira, março 13, 2006
Perdi tempo da minha vida com esta BD, foi a sensação com que fiquei. A arte do Joe Madureira até fica bem em histórias de fantasia, mas o argumento é fraco.



Uma misturada de clichés de histórias de fantasia, saídos de uma mente que jogou RPG’s orientais a mais (ao estilo de Final Fantasy).
Neste comic podemos encontrar uma personagem anatomicamente estranha, Monika, cujos seios são autênticas melancias e o resto do corpo é magro (estranha forma de atrair a atenção para um comic).

Fiquei com a ideia que talvez Madureira não conheça o mundo real e criou um imaginário de silicone.
saí­do da mente de Jorge Amorim às 10:47 da manhã
link do post | | voltar ao topo
4 Comentários:
Nunca consegui levar-me a ler Battle Chasers precisamente por causa do exagero que é a Monika.

Não só isso, mas durante anos pensei que a arte do Joe Madureira era uma treta, mas recentemente vi trabalho bom da parte dele. Isto leovu-me a perguntar porque raios desenhou ele tão exageradamente mal a referida personagem... É que acaba por fazer os putos de 15 anos comandados pelas hormonas comprar, mas afasta também muios potenciais leitores, como é o meu caso.

Saí­do da mente de Blogger R, às 7:46 da tarde

 
Também concordo que o argumento de Battle chaser não e o melhor, mas em relação a Madoreira gosto muito que ele faz bata ver Crimson ou Outhere, temos de pensar que o desenhador nem sempre tem influência no argumento, e que as vezes pode andar "aflito" e tem de pagar as contas. O que nos leva a pensar pelo menos e o meu caso na maior parte das vezes dou muito mais importância ao argumentista, e só algumas vezes e que temos muita sorte e podemos ligar as 2 coisas, o argumento e o desenho (Watchmen, 1602, planetary, Lon wolf, Midnight Nation, Y the Last man, Powers, Sin city, Hellboy... e mais alguns o que já não é nada mau). fiquem bem e boas leituras.

Saí­do da mente de Anonymous Ricardo Ferreira, às 8:50 da tarde

 
No Battle Chasers o Joe Madureira é responsável pelo argumento, foi ele que elaborou a história, este é o seu preojecto pessoal. Até acho alguma piada à arte dele, depende da história onde é aplicada. Eu estou com o Ricardo, costumo escolher mais pelo argumentista.

Saí­do da mente de Blogger Jorge Amorim, às 12:30 da manhã

 
Eu tenho o problema de, quando não gosto da arte, não me conseguir convencer a ler a BD. Não é questão da arte ter de ser uma obra-prima, mas sim de eu ter de não desgostar dela em geral ou de achar alguns pormenores tão chatos que não os consigo ignorar (o caso da Monika em Battle Chasers). É por isso que já me aconteceu desejar que houvesse versão em livro de algumas BDs que queria ler.

De qualquer forma, concordo que o que tem mais interesse é realmente o argumento. Se a história não me interessar, por muito boa que seja a arte, não consigo ver-me a ler muito dessa BD.

Saí­do da mente de Blogger R, às 1:52 da tarde

 

Enviar um comentário

<< Iní­cio



Conteúdo © Copyright 2006 Jorge Amorim, R e (Phi)lipe. Todos os direitos reservados.
As imagens usadas são propriedade dos respectivos donos.
Icons por Kevin Potts.