free tracking

conspiradores

. Raquel

. Jorge Amorim

. Nuno Miguel Lopes

. Luís F. Alves

estamos aqui

e-mail

. Say NI

artigos recentes

. Blá Blá Blá #6 - Tentando perceber a FanFic

. As minhas leituras - 24/09 e 01/10/2008

. Blá Blá Blá #5 - Onde se fala sobre colecções de B...

. Os Vencedores dos Harvey Awards de 2008 são:

. As minhas leituras

. Blá Blá Blá #4 - BENDIS!

. As minhas leituras - 17/09/2008

. Secret Invasion - Thor 02

. All Star Superman - Uma mistura explosiva Morrison...

. Bla bla bla #3 - Periodicidade (com 52 e Spider-Ma...

links de comics

. Comic Book Resources

. DC Comics

. Image comics

. Kingpin of Comics (Site)

. Kingpin of Comics (Blog)

. Leituras de Bd e não só

. Marvel Comics

. Newsarama.com

. Silver Bullet Comics

. World of Manga and comics

. Luca BD

outros links

. Corusca

. Multitudo Design

. O Armário das Calças

. Sonhos Urbanos

RSS
Powered by Blogger
quinta-feira, outubro 09, 2008
Embora o nome do blog refira apenas comics, falamos de banda desenhada em geral, abrangendo assim também a BD que vem de outros países que não os EUA, incluindo o Japão. Depois de uma ausência prolongada daqui do blog, vou participar falando de um manga que acabei de ler há uns meses atrás.


Death Note é um manga escrito por Tsugumi Ohba e ilustrado por Takeshi Obata, cuja história começa quando um Shinigami - um deus da morte - está aborrecido e resolve enviar para o mundo dos humanos a sua Death Note. A Death note é um caderno que os Shinigami usam para matar pessoas, anotando o nome delas e podendo descrever também a forma pela qual a pessoa morrerá. A ideia deste Shinigami chamado Ryuk, é que um humano a apanhe e passe a usá-la da mesma forma que os deuses da Morte, tudo isto podendo ele observar o que se passa e até interagir com o novo dono da Death Note, que o conseguirá ver (os Shinigami são invisíveis para os humanos a não ser par os que tenham tocado a Death Note que lhe corresponde).

Vou ser um pouco vaga nas minhas descrições, pelo menos não dando informações que não se saibam logo no início da narrativa. O humano que apanha a Death Note, Light Yagami, começa a usá-la apra matar criminosos e as autoridades começam a desconfiar de que há uma pessoa responsável pelas mortes supostamente aleatórias de criminosos. É aqui que entra outra personagem essencial da história, cujo nome é L que é o melhor detective do mundo. L e as autoridades começam a investigar quem poderá ser Kira, o nome que as pessoas passaram a dar à entidade responsável pelas mortes e a história anda a volta desta investigação, que dá pano para mangas, pois tanto Light como L são extremamente inteligentes.

A acção decorre ao longo de 108 capítulos, que na edição dos EUA foram divididos por doze volumes, para além disto foi feito um capítulo one-shot extra este ano que se passa depois da história mostrada nos doze volumes ter terminado. Este manga teve êxito suficiente para já terem sido feitos dois filmes live-action, bem como um anime baseados naquele universo.

Recomenda-se.

links: wikipedia
saí­do da mente de Raquel às 10:14 da manhã
link do post | | voltar ao topo
4 Comentários:
Não li o Manga mas vi os primeiros episódios do Anime e gostei muito. sem dúvida uma ideia bem interessante.

Tenho de ver se arranjo isto.

Saí­do da mente de Blogger looT, às 12:32 da tarde

 
Já me têm tentado convencer a comprar Death Note... bem, será talvez o próximo Manga a comprar !

Saí­do da mente de Blogger Bongop, às 9:03 da tarde

 
O ponto mais alto de Death Note será a forma como o poder acaba por minar os mais altos valores: qualquer meio acaba por justificar o fim.
Matamos por ideal ou por capricho, pensei algumas vezes.

Pessoalmente, este foi o único ponto interessante deste Manga.
Quanto ao grafismo, os desenhos estão ao nível a que os nipónicos nos habituaram - não são maus, claro, mas também não trazem nada de novo. São medianos.

Death Note, com este conceito, teria tudo para ser um grande Manga. Infelizmente, tantos os diálogos como a solução de desenho utilizada, tresanda a teenager.
Para mim, faltou-lhe "um bocadinho assim".


PS - poupem-me ao "então o teenager é mau"? Não é mau, nem é bom: é teenager, ok? ;)

Saí­do da mente de Blogger siri, às 11:29 da tarde

 
@siri Achei interessante os dilemas morais que podem vir à nossa mente enquanto lemos o manga.

Poderemos mesmo dizer com toda a certeza que se tivéssemos uma Death Note e não pudéssemos ser apanhados não a usaríamos para 'melhorar o Mundo'?

*possíveis spoilers à frente*
O Kira, embora tenha mais facetas menos boas (tais como ser um sacana manipulativo que usa as pessoas que gostam dele para os seus fins), usa a Death Note para um fim que muita gente pensa ser honrado. A parte que achei que o tornava um vilão no manga foi precisamente tudo o resto que ele fazia para poder continuar a usar a Death Note, bem como ele querer ser um deus que governaria um novo mundo em que as pessoas o adorariam.

Saí­do da mente de Anonymous Raquel, às 2:14 da tarde

 

Enviar um comentário

<< Iní­cio



Conteúdo © Copyright 2006 Jorge Amorim, R e (Phi)lipe. Todos os direitos reservados.
As imagens usadas são propriedade dos respectivos donos.
Icons por Kevin Potts.