free tracking

conspiradores

. Raquel

. Jorge Amorim

. Nuno Miguel Lopes

. Luís F. Alves

estamos aqui

e-mail

. Say NI

artigos recentes

. As minhas leituras - 02/04/2008

. As minhas leituras - 26/03/2008

. As minhas leituras - 19/03/2008

. As minhas leituras - 12/03/2008

. As minhas leituras - 05/03/2008

. Virgin Comics e Novas Apostas

. David Soares e Mário Freitas - Esta terça!

. As minhas leituras - 20/02/2008

. As minhas leituras - 13/02/2008

. FREAKANGELS: Criticar ou não criticar?

links de comics

. Comic Book Resources

. DC Comics

. Image comics

. Kingpin of Comics (Site)

. Kingpin of Comics (Blog)

. Leituras de Bd e não só

. Marvel Comics

. Newsarama.com

. Silver Bullet Comics

. World of Manga and comics

. Luca BD

outros links

. Corusca

. Multitudo Design

. O Armário das Calças

. Sonhos Urbanos

RSS
Powered by Blogger
sábado, abril 12, 2008
E cá estamos nós para mais um monte de mini-criticas!
...
Acho que não tenho mais nada a dizer, sinceramente. Passemos portanto ao que interessa...

SERENITY BETTER DAYS #2 (de 3) - Melhor que o número anterior. Este captura melhor o sentido de humor da série, e coloca os personagens numa situação interessante. Nomeadamente, de férias. Divertido, pelo menos.

ECHO #2 - Ainda interessante, e continua a ser um excelente trabalho de construção de personagens, mas é pena a história não avançar um bocadinho mais...

DOCTOR SLEEPLESS #6 - Um infodump disfarçado de declaração de intenções, mas ainda assim, é interessante. A back matter também é muito boa, apesar de reutilizar mails antigos da mailing list do Ellis. Mas como é particularmente relevante para um projecto que estou a preparar com amigos, veio mesmo a calhar...

BOOSTER GOLD #8 - Divertido como sempre, mas falta alguma coisa. É daqueles comics que está muito bem feito, mas que no fundo só serve para levar os personagens de um lado para outro. Mesmo sendo bom, é o mais fraco da série até agora.

COUNTDOWN TO FINAL CRISIS 3 - Este consegue ser um nadinha melhor do que é costume, simplesmente porque não pretende ser mais que uma longa cena de porrada desmiolada. E como tal, consegue. Não é uma BOA cena de porrada desmiolada, mas também penso que ninguém esperava que fosse. Mesmo os autores parecem estar mais interessados em chegar ao final que em contar uma boa história...

GREEN LANTERN CORPS #23 - Hã, esperem, isto é a parte dois de uma história que começou no #21? Que raio...? Bom, é uma boa segunda parte, seja como for, e gosto da maneira como a Corps realmente cada vez mais é apresentada como sendo uma força policial. Mas a confusão da ordem dos capitulos irrita-me um bocado...

JUSTICE SOCIETY OF AMERICA #14 - Mais um capítulo na sequela "oficial" do Kingdom Come, que parece querer ignorar a sequela original, apesar do vilão ter surgido lá pela primeira vez. Vá-se lá perceber. Qualquer dos casos, é bom como de costume, mas o peso do número de personagens começa a fazer-se notar, e a história já vai longa demais, na minha opinião.

TITANS #1 - Pronto, ok. Isto não é grande coisa, e o enredo não faz grande sentido. Mas está longe de merecer ser tão trucidado como tem sido por aí. Se é bom? Não, não é. Mas não é ofensivamente mau, e eu tenho um fraquinho por este colectivo de personagens, por isso vou-lhe dar mais uns meses, a ver...

WONDER WOMAN #19 - Não percebo muito bem como os ********* permitiram que * ***** se tornasse *** ***** ******* no final disto, mas pronto. É um final aceitável para uma história algo inconsequente.

AMAZING SPIDER-MAN #556 - O Zeb Wells é o primeiro argumentista do Brand New Day que nem sequer tenta ser retro no estilo, e acaba por ser o que melhor consegue ser fiel ao espírito que os outros querem capturar, parece-me. A ideia de o Spider-Man passar a maior parte da história a enfrentar algo tão simples como um nevão é do mais consistente com esse espírito que se possa imaginar. É precisamente o género de coisa que faz o Spider-Man brilhar. E mesmo quando surge algo mais típico para ele enfrentar, a resolução do confronto acaba por se enquadrar no tom geral da história. Some-se a isso um twist inesperado, e penso que podemos ter aqui a grande surpresa do Brand New Day. Zeb Wells, os meus parabéns!

FANTASTIC FOUR #556 - Os heróis do universo Marvel enfrentam e são derrotados por... Um robot gigante. Que rasgo de imaginação! E a arte é do mais confuso que o Bryan Hitch alguma vez fez.

LAST DEFENDERS #2 (de 6) - Os detractores desta série apontaram o dedo à disfunção da equipa actual, e à escolha quase aleatória dos elementos dela. Neste número, não surpreendentemente, prova-se que A IDEIA ERA MESMO ESSA! E sinceramente, não sei como pelos vistos fui o único a notar desde o inicio. Estranho, porque me pareceu óbvio. Enfim. É bom material, e vou continuar até ao final da mini-série.

WOLVERINE #64 - Melhor que o capítulo anterior. Gosto especialmente da ideia de que o Logan sofre bastante mais do que se pensa. Suponho que é natural que ele se passe com tanta frequencia... Além disso, as cenas de acção são muito boas. Isto não é profundo, mas também não pretende ser.

E infelizmente, desta vez tem que transitar para a próxima semana precisamente o comic que eu mais queria ler, o CRIMINAL 2 #2. Mas pronto, paciência.
Quanto à SURPRESA DA SEMANA, é o GREEN LANTERN CORPS #23, simplesmente pela bizarria que é a ordem das histórias.
E o MELHOR DA SEMANA, sem sombra de dúvida, é o AMAZING SPIDER-MAN #556, sobre o qual já disse tudo acima, por isso não vale a pena repetir-me aqui.
E por esta semana, é só. Até à próxima, pessoal!
saí­do da mente de Luís F. Alves às 4:14 da tarde
link do post | | voltar ao topo
2 Comentários:
O JSA que falas é o do geoff Johns ?

Saí­do da mente de Blogger Bongop, às 9:53 da tarde

 
É esse mesmo, sim.

Saí­do da mente de Blogger Luís F. Alves, às 6:38 da tarde

 

Enviar um comentário

<< Iní­cio



Conteúdo © Copyright 2006 Jorge Amorim, R e (Phi)lipe. Todos os direitos reservados.
As imagens usadas são propriedade dos respectivos donos.
Icons por Kevin Potts.